Não Tenho Nada Para Colocar no Portfólio. O que eu faço?

Quem nunca caiu no desespero de gritar pela janela “não tenho o que pôr no portfólio” que atire a primeira pedra – esse é o medo mais comum dos designers iniciantes, mas acredite, isso é absolutamente normal.

Até porque existe o tenso dilema: “Preciso de Clientes pra ter portfólio, mas preciso de portfólio pra ter clientes”!

Em primeiro lugar, você precisa entender o conceito do portfólio, em segundo, calma, jovem gafanhoto, em algum momento você terá clientes o suficiente para poder criar um portfólio de sucesso.

E é exatamente sobre isso que iremos falar neste texto. Para você que achava que o seu grito de não tenho o que pôr no portfólio não tinha resposta, aqui está ela!

Ficou curioso? Então continue a ler este artigo e saiba mais sobre este assunto que tem tirado o sono de muitos designers. Ao final dele você estará mais tranquilo e saberá muito bem o que fazer. Vamos nessa?

Não tenho o que pôr no portfólio – Definições de Portfólio

Conheça o meu portfólio no Behance: https://www.behance.net/thiagor

Em primeiro lugar é preciso fazer algumas considerações sobre o portfólio em si. Se você não sabe ele serve, primariamente, para mostrar a clientes o que você já fez e como anda a evolução do seu trabalho.

Isso tudo comparando trabalhos passados com projetos mais recentes. O portfólio tem o objetivo principal mostrar a qualidade de seu trabalho e se você se adapta às tendências de sua área.

Através dele os clientes poderão avaliar o seu trabalho, como é o seu estilo, se você é capaz de se adaptar, se sabe contextualizar seus trabalhos às necessidades de cada cliente.

Enfim, quando você diz: não tenho o que pôr no portfólio você está perdendo a oportunidade de mostrar, na verdade, do que você é capaz.

Como criar um portfólio mesmo sem clientes?

Se você não possui nenhum trabalho aprovado por clientes, a dica é muito simples: INVENTE!

Isso porque, caso você não saiba: a roda nem sempre esteve lá, certo?

Assim, separamos aqui algumas ideias para que você possa começar a desenvolver o seu portfólio de maneira profissional:

Faça artes de eventos: sejam eles quais forem: eventos, festas, acontecimentos da sua escola, faculdade, festas de família, ocasiões com amigos etc. Dá pra fazer Banners, Cartezes, Folder, Hotsites…

Faça sites pequenos: faça Layouts de sites de pequenos negócios que você conheça, como para a padaria da esquina, você, obviamente, não cobrará nada pelo trabalho – e, apesar de parecer antiético essa é uma forma de conseguir produzir algo para o seu portfólio. E quando você mostrar para a pequena padaria o que você fez, certamente o dono ficará muito feliz.

Faça rebrandings de marcas famosas: expresse a sua criatividade recriando logos famosas de maneira criativa e que mostre todas as suas capacidades como designer. De preferência, escolha marcas que possuem logos visivelmente ultrapassadas. Inclusive, um post bem popular do Behance foi um carinha que fez um logotipo novo FAKE pra NASA… como estudo. E bombou!

Reformule sites que já existem: Você pode oferecer-se para reformular o site de algum negócio que você conhece, ou ainda, refazer os layouts de sites famosos.

Invente Briefings e Empresas: Invente um briefing e faça a logo de uma empresa fictícia. O mais legal disso é que você pode fazer o que quiser… e entregar o seu máximo. Inclusive fazendo logos de assuntos que você curte. Quando eu era estudante… fiz uma logo de uma produtora de cinema fictícia, e ficou tão legal que até esses dias ainda figurava no meu portfólio.

Use trabalhos da Faculdade ou curso de design: Capriche nos trabalhos da faculdade, ou dos cursos que você faz por aí, por que eles podem começar a preencher o seu portfólio. O meu TCC eu mantenho até hoje no meu portfólio. Se não viu ele, recomendo dar uma olhada no artigo em mostro ele Clique Aqui pra Meu TCC.

Conclusão

Como você pôde perceber, a desculpa de “não tenho o que pôr no portfólio” pode ser facilmente driblada e a resposta para esse grito de socorro na verdade só depende de uma pessoa: você.

Isso porque a sua criatividade como designer pode ser capaz de criar peças que vão atrair profissionais – mesmo que você não tenha clientes reais, ainda.

Além disso, sempre é válido ter o que mostrar para fazer com que aquela indicação amiga também funcione efetivamente. Isso porque é preciso ter em mente que apesar de indicações serem uma boa parte do caminho andado, é preciso também fazer a sua parte.

Assim, existem many formas de contornar o problema da falta de clientes para não se ter um portfólio – e de não se ter um portfólio por falta de clientes.

Basta que você saiba que quando você diz “não tenho o que pôr no portfólio” está limitando as capacidades que estão dentro da sua cabecinha abençoada.

E aí, gostou do artigo acima? Que tal deixar um comentário abaixo? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais e de marcar os seus amigos. Fique de olho em mais novidades e até a próxima!

Treinamento de Criatividade Para Designers:

Photoshop, illustrator, Corel, Paint… são apenas as ferramentas que reproduzem as suas ideias. Mas, e se você estiver sem ideias?? Você já conheceu meu curso sobre CRIATIVIDADE focada para Designers? É um treinamento completo pra impulsionar a sua criatividade, e dar suporte e ferramentas para criar trabalhos muito mais originais. Clique Aqui e Conheça!

Deixe Seu Comentário

0 comentários

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *